Sessão de adesão da Margem Esquerda do Guadiana à Rede Internacional de BIO REGIÕES

Decorreu no passado dia 25 de outubro de 2019, no CADES em Serpa, a sessão de adesão da Margem Esquerda do Guadiana (MEG) à Rede Internacional de Bio-regiões (IN.N.E.R.).

A iniciativa, dinamizada pela Associação Rota do Guadiana-ADI, contou também com os fundadores, os cinco municípios da Margem Esquerda do Guadiana (Serpa, Mértola, Moura, Mourão e Barrancos), a AGROBIO, o CCBIO e o INIAV, I.P.

O processo da Bio Região, procura ligar o empreendedorismo aos esforços em direção à sustentabilidade. Nesta lógica, pretende-se reforçar o papel económico das atividades agrárias, favorecendo a comercialização das produções de pequena escala que, quando enquadradas em processos de certificação e aglomeração, podem alcançar qualidade e volume suscetíveis de penetração em novos mercados (locais e extra locais), sendo também geradores de efeitos económicos e sociais de relevo.
A Bio Região pretende abrir novas alternativas para a agricultura empresarial nos concelhos da Margem Esquerda do Guadiana, apostando na diferenciação pela qualidade e pela performance ambiental.
Através da promoção em plataformas de comercialização serão detetadas novas oportunidades de mercado e será mais eficaz a articulação entre produtores e consumidores.

Na cerimónia onde foi entregue o certificado de integração da MEG na IN.N.E.R, tiveram também presença, além dos fundadores a CCDRA, GRAPAL, Juntas de Freguesia, Organizações de produtores, Empresas, IPSS e Escolas, além de diversos promotores individuais

Atualmente existem cerca de 50 Bio Regiões a nível internacional, a Bio Meg, é a quarta em Portugal e a primeira no Alentejo.

IMG-8300

IMG-FM1

IMG-FM2

IMG-8383

Última actualização
Terça, 29 de Outubro de 2019
A informação desta página foi-lhe útil?
Sim Não  

Sponsor logos